Tag Archives: Casa do Ceará

Saia Evasê – Continuação

12 Jan

A saia evasê tem como principal característica ser um pouco mais aberta, na sua parte inferior, do que a saia reta, porém não é rodada.
Demorei cerca de umas duas aulas e meia para terminar essa saia. Ela ficou com um cós colocado, mais baixa, na região do quadril e de comprimento curto.

Como falei, não fui muito com a cara desse tecido (que enquanto eu costurava, desbotava e deixava meus dedos azulados), então resolvi fazer alguma coisa para deixar a peça mais interessante. A princípio, pensei em colocar taxas na parte do cós. Acabei descartando essa idéia e deixando as taxas para uma próxima roupa. Daí então, pensei em colocar botões, mas apenas como enfeite. Quando fui comprá-los fiquei indecisa entre botões vermelhos e os pretos. Decidi pelo segundo e acho que fui feliz na minha opção.

Acredito que tive um pouco mais de facilidade nessa segunda saia principalmente no desenvolvimento do molde. Algumas costuras permanecem tortas (e peço que vocês nem reparem muito nisso – hahaha), mas acho que isso é normal para um iniciante. Porém, já ter uma idéia da onde começar ajuda muito! Em compensação, cometi um pequeno erro na hora do cós colocado e vou compartilhá-lo com vocês.

Para fazer o cós, foi necessário que eu cortasse 4 tiras iguais do tecido. Uma dessas tiras, porém, foi cortada do lado errado da onde segue a risca da saia. Eu reparei nisso e disse a mim mesma “Já que eu cortei esse errado, deixo ele para a parte de dentro.”. Todavia, na hora de costurar tudo, esqueci e essa tira acabou do lado de fora. Não fez tanta diferença assim e a professora me aconselhou a não desmanchar para refazer e então acabou ficando dessa forma mesmo. Reparem na foto das costas da saia, a tira do cós está na horizontal e a saia segue com as riscas na vertical. Enfim, um pequeno erro que deixou uma bom aprendizado: é necessária muita atenção para costurar.

Frente

Frente

Costas

Costas

Acabamento Interno

Acabamento Interno

Zíper invisível

Zíper invisível

Botões ;)

Botões 😉

Essa foi a minha segunda peça, uma saia evasê! Gostaram?
Beijos.

Anúncios

Saia Evasê

10 Jan

A segunda peça que fiz no meu curso de corte e costura, foi uma saia evasê. Infelizmente, a peça já esta pronta e não será possível mostrar o passo a passo.

Para fazer o molde dela, deve-se partir do molde da saia reta e fazer algumas alterações no sentido da barra da saia para “abri-la” um pouco mais. A saia evasê é mais ampla na parte de baixo mas não chega ser rodada.

O molde original dessa saia tinha o cós alto e pences. Pences são pregas, geralmente triangulares que são feitas em determinados lugares para deixar a roupa mais justa e melhor estruturada. Meu modelo foi modificado do original: resolvi tirar o cós alto e fazer a saia mais baixa, na região do quadril e por conta disso, retirei os pences. A professora sugeriu então que eu fizesse um cós colocado. É esse cós que fica na parte de fora da roupa, ou seja, que fica visível.

Esse tecido era da minha mãe e confesso não ter simpatizado com ele. Ele é uma espécie de jeans escuro com riscas da mesma cor .

 

 Saia Evasê

Saia Evasê

Como fazer o molde da saia - metódo ioli.

Como fazer o molde da saia - metódo ioli.

 Molde pronto (Levemente amassado hahaha)

Molde pronto (Levemente amassado hahaha)

Tecido e linha

Tecido e linha

Todos os detalhes, acabamentos e dificuldades, e para ver como a saia ficou, veja o post de quinta-feira.
Beijos!!

Feliz Ano Novo!!!

1 Jan

Foi um mix de comidas natalinas, gripe e dor de garganta, organizar viagem e acabei passando uns dias sumida. Mas o importante é que já estou de volta.

Antes de mais nada gostaria de desejar um 2012 repleto de paz, saúde, amor e muita felicidade! Que a gente conquiste tudo o que desejamos nesse ano!

Vamos ser feliz, minha gente!!

Primeira Saia – Saia Reta

21 Dez

Bom, então, à priori tinha pensado em fazer um post sobre como tirar medidas. Mas eu queria filmar um videozinho explicativo para ficar mais fácil, só que não arrumei modelo, nem tempo, nem uma câmera. Então esse post vai ficar para um futuro próximo.

Daí resolvi chegar logo ao que interessa e falar sobre as peças que já produzi. Até agora, já fiz quatro saias de modelos diferentes. Como eu falei, o curso segue uma ordem de dificuldade e a saia é uma peça mais simples (dependendo do modelo).

A primeira roupa que eu modelei e costurei foi uma saia reta. Eu gostaria de mostrar o passo a passo, mas como ela já está pronta, fica um pouco difícil. Mas a próxima que eu fizer, vou mostrando o andamento das coisas.

Enfim, o tecido que eu escolhi foi um algodão com uma leve elasticidade (fiquei em dúvida por um que tinha caveirinhas, mas acabei optando pelo mais girly). Comprei também uma linha e um zíper invisível, ambos da mesma tonalidade da saia (um tonzinho meio cru).
Olha, eu demorei cerca de umas quatro aulas para finalizar essa saia. Pregar o zíper invisível foi uma tarefa bem difícil e começar a manusear a máquina também não foi nada fácil.

Saia reta

Saia reta

Como fazer o molde da saia reta

Como fazer o molde da saia reta

Moldes prontos.

Moldes prontos.

Tecido e linha

Tecido e linha.

Para ver como a saia ficou, os acabamentos, detalhes, ou seja a saia pronta, veja o post de amanhã. 😉

Principais Materiais

19 Dez

Alfinetes

Depois da distração do último post com o filme The September Issue, vamos retomar de onde estávamos….

Para que alguém possa costurar, são necessários alguns materiais. Segue a lista do que a Casa do Ceará pede:

 

MATERIAL

QTD

MATERIAL

QTD

Agulha de máquina (nº 11, 14 e 16) Uma de cada Giz de alfaiate Um
Agulha fina de mão Algumas Lápis preto nº 2 Dois
Apontador ou estilete Um Papel carbono (branco e amarelo) 2 folhas
Borracha Um Papel Kraft para moldes (2)  
Alfinete para tecido Uma caixa Régua de 60cm Uma
Carretilha Uma Tesoura para tecido Uma
Cola para papel Um Tesoura para papel Uma
Estojo iole (1) Um Linha para costura (retróz) Várias cores
Fita durex Um rolo Zíper invisível e comum (3)  
Fita métrica Uma Tecidos (p/ treinamento) (3)  
Bobina baixa Cinco    

 

(1)     – não necessário na primeira aula

(2)     – ajustado com a Professora na sala de aula

(3)     – de acordo com trabalho escolhido pela aluna/o

 

É importante cada um ter seu próprio material, pois você sempre o utiliza e não dá para ficar pedindo emprestado o tempo todo pro coleguinha. Acredito que a única coisa que eu não usei foram as agulhas de máquina, porque você só utiliza a sua, se quebrar a que já estiver lá. Também não tenho estilete, mas ainda bem que ainda não precisei dele.

 

Em relação as linhas, é legal comprar uma branca, uma preta e uma bem colorida (eu escolhi uma rosa bem chamativa) e depois à medida que escolher o tecido, comprar a cor que combine com o mesmo. Eu acho legal, já de ante mão ter uma cor bem chamativa para quando você for alinhavar sua peça. Para quem não sabe, alinhavar quer dizer, costurar a mão para unir as partes que você quer e depois poder costurar em cima daquela linha na máquina. O alinhavo é desmanchado, então não tem problema ser de uma cor aleatória. O bom de você usar uma cor assim, é que você consegue enxergar melhor o que está fazendo e na hora de costurar na máquina facilita muitooooo!

 

A caixa que eu tenho utilizado para guardar meus materiais, era a que a minha mãe usava. Ela é um pouco feia mas super útil. Tem uma série de compartimentos que eu coloco minhas coisinhas menores divididas e tem o fundo, que da pra colocar tecidos, tesoura, e outras coisas mais volumosas. Infelizmente o Material Ioli não cabe dentro dela, então tenho que levá-lo em outra bolsa.

Caixa de Materiais

Caixa que utilizo para guardar meus materiais. Feiosinha, porém super útil.

O livro.

17 Dez
Método Ioli

O Livro ‘Corte Ioli Atualizado’ de Iolanda Resende Nolli e o jogo de plantilhas e esquadros.

Nós usamos o livro ‘Corte Ioli Atualizado’, da Iolanda Resende Nolli, que foi quem desenvolveu o método. O livro é velhinho e de “atualizado” não tem nada, porque eles adotam o mesmo desde que a minha mãe fez o curso há uns 15 anos. Inclusive eu nem precisei comprar novo, pois estou reutilizando o da minha mãe. 😉

O livro segue uma ordem de dificuldade que vai das peças mais simples as mais complexas. A ordem é mais ou menos essa: saias, mangas, corpinho, vestidos, golas, casacos, calças, bermudas, short, macacão, roupa para gestante (o.O), roupa para criança e adolescente, roupa para recém nascido.
Além disso, ele  mostra o passo a passo (que é difícil de interpretar sozinho caso você nunca tenha costurado na vida) da modelagem e da maneira como o tecido deve ser cortado.  Porém nada é dito acerca da segunda etapa: a costura. Ou seja, se você não sabe costurar, não ache que vai comprar o livro e sair fazendo várias peças. Essa segunda parte é destinada puramente aos ensinamentos da professora e das habilidades pessoais de cada um (que podem ser desenvolvidas, claro!).

O livro trás junto um jogo de plantilhas; esse jogo, são pecinhas (14 no total) que trazem medidas e servem para auxiliar no tracejado o desenvolvimento dos moldes.

Dá para pedir o material pelo site: http://www.metodoioli.com.br/

Existe toda uma ciência por de trás desse método que pode parecer complexo de primeiro, mas que nem é um bicho de sete cabeças.
Uma das coisas mais importantes que aprendi nesses meses de aula é que a costura exige paciência, então não podemos nos deixar abalar por tão pouco

Sonho, método e local.

16 Dez

Há uns três meses resolvi colocar em prática o tão sonhado desejo de aprender a costurar. Fui procurar então, algumas escolas em Brasília que oferecem o curso. Fiquei entre o SENAC, SESC e a Casa do Ceará. Acabei optando pela última por três motivos: minha mãe fez o mesmo curso lá alguns anos atrás, a professora (Terezinha) é bem renomada e o local é do lado da minha casa.

O método que eles ensinam é o Corte e Costura – Ioli. Nessa técnica o aluno aprende a modelar primeiro no papel e a partir dai corta-se o tecido.  As medidas são baseadas em uma pessoa específica, ou seja, a peça se torna exclusiva. Além disso, o curso ensina manusear as máquinas e tudo mais que é preciso saber para montar uma peça de roupa. As turmas geralmente são cheias (cerca de 10 a 15 pessoas) mas nunca falta máquina ou espaço. O que muitas vezes pode acontecer, é você ter que esperar para ser atendido pela professora, porque o ensino se da individualmente, cada um no seu ritmo próprio.

Lá na Casa do Ceará tem turmas todos os dias, manhã, tarde e noite. Agora nesse primeiro semestre de 2012, vai abrir também uma turma de malha (sim, o tecido malha) às terças-feiras. Aparentemente esse curso só poderá ser feito por pessoas que já saibam costurar bem (o que não é o meu caso), então eu continuarei no de Corte e Costura mesmo. A mensalidade em 2012 teve um reajuste e vai passar a ser de R$120,00,  uma vez na semana, cada aula de 3 horas de duração. Lembrando sempre, que se você quiser fazer mais aulas durante a semana, você pode, basta pagar a mais.

As aulas voltam na primeira semana de fevereiro e para garantir sua vaga, você deve ir ou ligar lá o mais cedo possível, pois as turmas já estão quase todas lotadas. Caso alguém tenha interesse, o telefone Casa do Ceará é (61)3533-3800.

Casa do Ceará

Entrada da Casa do Ceará

Casa do CearáCasa do Ceará
Casa do Ceará

Entrada da sala

Placa

Plaquinha 🙂

Primeiro Post

15 Dez

Olá. Meu nome é Ana e como segue na minha descrição, comecei um curso de corte e costura. Não achei muitas coisas interessantes na internet, como blogs que falassem sobre isso. Então resolvi fazer o meu próprio para compartilhar as experiências que eu venho conquistando, algumas dicas, tecidos, materiais, passo a passo e as várias coisas aleatórias que passam pela minha cabeça.

No próximo post vou falar sobre o método que estou aprendendo e onde estou fazendo o curso. 😉

Gostaria de agradecer meu querido amigo Lucas Steckelberg que está me ajudando a fazer o blog e mexer nessas tecnologias. Hahahaha! Obrigadinha SeuLindo!

Beijos!

Corte e  Costura

Essa foto foi tirada no meu primeiro dia de aula, há uns três meses. A resolução não está boa porque tirei do meu celular.

Neta da Costureira

O blog de uma aprendiz de costureira.

CRAFTS AQUI E ACOLÁ!

Somos duas irmãs, separadas por um hemisfério, mas compartilhando idéias criativas! Gostamos tanto de criar, que esse blog ganhou um irmão, o Zoológico de Meia! Esperamos sua visita por lá também (www.facebook.com/ Zoologicodemeia)!

Autores e Livros

Entrevistas, resenhas e afins

Estou de TPM !

Just another WordPress.com site

Fashion Kitsune

Just another WordPress.com site